Cryotherapy Reduces Inflammatory Response Without Altering Muscle Regeneration Process and Extracellular Matrix Remodeling of Rat Muscle

Publicação na revista Scientific Reports (NATURE) com fator de impacto 5.57 sobre os efeitos da Crioterapia no processo inflamatório e na regeneração muscular http://www.nature.com/articles/srep18525

Apesar de ser um estudo experimental com animais, esse foi o primeiro trabalho que demostrou os mecanismos de ação da crioterapia após lesão muscular induzida por frio usando o clássico protocolo de Knight, ou seja, crioterapia intermitente nas primeiras 72 horas após a lesão-trauma.

Os resultados mostraram que a crioterapia reduz o processo inflamatório sem modificar o processo de regeneração muscular. Esses achados são interessantes e corroboram os estudos com humanos que utilizam crioterapia para a recuperação muscular, i.e., a maior parte dos estudos mostram modificações no processo inflamatório (dor e marcadores específicos) sem alterações importantes no desempenho muscular. Além disso, há evidências da literatura que o frio pode retardar o processo de Regeneração muscular, uma vez que reduz o processo inflamatório, infiltrado de macrófagos e poderia reduzir a ativação e diferenciação das células satélites. Nossos resultados não corroboraram essa hipótese e mostraram que o processo inflamatório não influencia a regeneração muscular.
Esperamos publicar brevemente um estudo com humanos sobre o uso da crioterapia intermitente e entender um pouco mais os mecanismos de ação desse recurso no processo de Regeneração muscular:

In summary, clinical-like cryotherapy reduces the inflammatory process through the decrease of macrophage infiltration and the accumulation of the inflammatory key markers without influencing muscle injury area and ECM remodeling.

Grupo de Pesquisa Plasticidade Musculotendínea